Entrevista com Norb Howell, BIM Manager da Gannett Fleming

Gannett Fleming: uma grande empresa na onda do BIM

Uma empresa multidisciplinar de engenharia e arquitetura que atende uma grande variedade de clientes nos setores público e privado fala para a Autodesk Q&A sobre sua mudança para a Modelagem da Informação da Construção (BIM).

Quando a Gannett Fleming começou a usar BIM?

Norb Howell: Há mais de 5 anos, e eu cheguei há cerca de 4 para solidificar o BIM na empresa. Para o nosso porte – temos mais de 2 mil empregados – adotar BIM foi uma mudança cultural
muito forte. Não há maneira de trazer uma mudança como essa em um ou dois anos. Hoje, usamos BIM em 90% dos nossos projetos.

Read More


Contexto BIM no Brasil e no Mundo

Como se desenvolve o BIM pelo mundo?

Países como Reino Unido, Holanda, Dinamarca, Finlândia, Noruega e Estados Unidos da América já exigem o uso do BIM em projetos custeados pelo governo. No Brasil, já existem incentivos por parte de alguns órgãos como, por exemplo, o Exército Brasileiro, o governo estadual de Santa Catarina, o BNDES, a caixa econômica federal, etc.

O desenvolvimento de medidas sobre tecnologias da informação e comunicação (TIC) de processos é uma área fundamental para inovação na União Européia. Isso se dá pela possibilidade de otimizar o setor construtivo, reduzir perdas e diminuir o consumo de energia. Dessa forma, a modelagem de informação da construção tem sido cada vez mais usada pelos membros da UE como um facilitador do processo, aliado à rapidez, economia e sustentabilidade (KASSEM; AMORIM, 2015).

 

1 Contexto Brasileiro

Read More


Níveis de Maturidade BIM

Em qual nível de maturidade você e sua empresa estão?6a00d8343326e253ef01b8d0d36f4b970c

O BIM pode ser entendido de várias formas de acordo com a visão de diferentes pessoas, seja baseado em experiências prévias ou percepção pessoal. Alguns vêm a tecnologia como modelagem orientada a objetos, outros como a possibilidade de criar modelos IFC. Desta forma, surge a necessidade de estabelecer uma definição comum em termos de nível de maturidade BIM (KHOSROWSHAHI; ARAYICI, 2012).

Para essa identificação, Succar (2008) define a subdivisão dos níveis de maturidade BIM em três componentes, que podem auxiliar na classificação da implementação BIM:

Read More


Softwares da Autodesk 2017 grátis para estudantes!

A lista inclui AutoCAD, Revit, AutoCAD Civil 3D, Maya, Fusion, 3Ds Max, Infraworks, Navisworks, e mais!!! A Autodesk acaba de disponibilizar as novas versões de 2017 de seus principais softwares para download, de forma que estudantes e professores possam utilizá-los por três anos SEM PAGAR NADA! Sim, é isso mesmo! Não tem pegadinha e nem links maliciosos. A versão disponibilizada no site da Autodesk contém todas as funções do software oficial, sem a marca d’água nas suas impressões, com a única restrição sendo que não pode ser utilizada para fins comerciais ou lucrativos (clique aqui para conhecer as restrições da licença).

Read More


23 Benefícios do BIM para o seu empreendimento (Parte III)

Usos do BIM na fase de Construção

Clique aqui para acessar a parte II – Fase de concepção

13. Coordenação 3D (Construção)

Um processo no qual programas de detecção de conflitos são usados durante o processo de coordenação para determinar conflitos de campo, comparando modelos 3D de sistemas de construção (Arquitetônico, Estrutural, Hidráulico, Elétrico, etc.). A meta da detecção de conflitos é  identificá-los antes da instalação do sistema, gerando economias de tempo e dinheiro.

conflitos e medidas

Figura 9: Coordenação 3d usando o software Navisworks Manage.

Read More


Video Aula Revit Structure – Anotações em Desenhos

Anotações em Desenhos

Olá, querido leitor. Hoje temos um vídeo fresquinho para você! Trata-se de um vídeo sobre anotações em desenhos do Curso Revit Structure 2016. No vídeo, o tutor Artur Feitosa fala rapidamente sobre como adicionar cotas automáticas, criar callout views (visualização de detalhe), como adicionar um Spot Elevation, um Spot Slope e um Spot Coordinate.

Para mais infomações sobre o nosso curso, clique aqui! 

 


Revit X AutoCAD (Mudando para uma Plataforma BIM)

Revit X AutoCAD, um assunto bem discutido, mas com muitos gaps (perguntas não respondidas).

 

Percebi que muitos alunos ao aprender Revit, utilizam o mesmo workflow do CAD nas modelagens iniciais e por isso acabam encontrando algumas pedras no caminho. Para ajudar aqueles, hoje vamos falar sobre as diferenças dos 2 grandes programas da Autodesk: O Revit e o AutoCAD.


AutoCAD:

  • Funciona basicamente em 2D;
  • Usa elementos primitivos gráficos, tais como: linhas, arcos, polígonos e círculos;
  • Se nós quisermos fazer alguma modificação nós temos que alterar todas as vistas relacionadas (fachadas, cortes, detalhamentos, etc.);
  • É bem mais complicado para criar estruturas em três dimensões;
  • É o programa mais utilizado no momento para construção civil, em geral.

Revit:

  • Funciona em 2D e 3D simultaneamente (de uma maneira mais simplificada);
  • Usa objetos paramétricos, tais como paredes, portas, janelas, escadas, forros, pilares, etc.
  • Modificações no projeto são atualizadas automaticamente nas vistas (fachadas, cortes, detalhamentos, etc);
  • Geração automática de quantitativos baseado na modelagem;
  • Ambiente de trabalho mais eficaz;
  • Pode-se trabalhar colaborativamente com arquitetos, engenheiros e projetistas ao mesmo tempo;
  • Estudos solares;
  • Estudos de fluxo de ar;
  • Análise energética;
  • Análise estrutural;
  • etc.

Ao trabalhar com BIM, temos um ambiente de design mais eficiente, em comparação com o AutoCAD. Além disso o processo de coordenação entre design, documentação e construção é melhorado.


Maaaas, Revit é para mim?

Bem:

Se você está começando um curso de arquitetura ou engenharia, aprenda Revit ASAP o mais rápido possível, BIM não é o futuro, BIM é o presente!

Se você já trabalha na área e usa o AutoCAD apenas para simples revisões como construtor, a sua transição pode ser mais lenta devido aos custos de capacitação e de aquisição do software.

(Na Autodesk University Brasil 2015, a equipe da fabricante dos dois programas deixou clara que a ideia é que todos façam a transição entre AutoCAD e Revit. Não faz mais sentido continuar usando um disquete, quando todos estão a usar um pen-driver, certo?)

Se você é projetista, amigo, vá de Revit.

  1. Projetos hidrossanitários são elaborados de maneira muito mais rápida e eficiente (TigreCAD para Revit).
  2. Modelos arquitetônicos, nem se fala. Produtividade 1000.
  3. Projetos estruturais? Bem, é verdade que o revit não dimensiona, mas o mesmo faz análise estrutural e modela de uma forma muuuuito produtiva (inclusive conexões de aço). Além disso, o Revit já tem plug-ins para trabalhar com o TQS, Eberick e Robot. Então o que você está esperando?
  4. Projetos elétricos de baixa-tensão? Bem, aqui temos uma exceção. Infelizmente o Revit MEP ainda não trabalha com dimensionamento de acordo com as normas brasileiras, mas empresas como a Filippon Engenharia já conseguiram adaptar um template para fazer os seus projetos de forma otimizada. Se eles podem, você também pode, não é?

 

Lembre-se que durante o processo de transição a sua equipe vai perder um pouco de produtividade para se dedicar a cursos de capacitação e começar a utilizar um software BIM. Mas é totalmente válido! Para fazer um ovo temos que quebrar a casca, não é?

Estudos comprovam que o ganho de produtivivade depois da implantação BIM paga o investimento inicial e oferece um ótimo ROI.


 

Quer começar? Existem diversas ATCs espalhadas pelo Brasil.

Que tal entrar em contato com a ProjetoACG (único centro de treinamento autodesk na paraíba) e fazer já a sua matrícula? Eles possuem cursos online e presenciais.

Use o código de desconto BIMEXPERTS:

PABIMEXPERTS_01 e garanta já o seu desconto em qualquer curso online ou presencial.