Níveis de Maturidade BIM

Em qual nível de maturidade você e sua empresa estão?6a00d8343326e253ef01b8d0d36f4b970c

O BIM pode ser entendido de várias formas de acordo com a visão de diferentes pessoas, seja baseado em experiências prévias ou percepção pessoal. Alguns vêm a tecnologia como modelagem orientada a objetos, outros como a possibilidade de criar modelos IFC. Desta forma, surge a necessidade de estabelecer uma definição comum em termos de nível de maturidade BIM (KHOSROWSHAHI; ARAYICI, 2012).

Para essa identificação, Succar (2008) define a subdivisão dos níveis de maturidade BIM em três componentes, que podem auxiliar na classificação da implementação BIM:

Estágio 1 – Modelagem baseada em objetos;
Estágio 2 – Modelo baseado em colaboração;
Estágio 3 – Integração baseada em rede.

Antes de apresentar os níveis de maturidade BIM, é interessante aprender o conceito de modelagem baseada em objetos, colaboração e integração baseada em rede.

  1. A modelagem baseada em objetos pode ser entendida no contexto da transição CAD-BIM, onde deixamos de desenhar linhas, arcos, círculos e objetos geométricos primitivos para modelar objetos virtuais paramétricos (portas, paredes, janelas, pilares, telhados, etc).
    Ao desenhar geometrias em CAD, o nosso objetivo é representar o empreendimento. Quando modelamos uma edificação baseada em objetos estamos não apenas representando-a, mas criando a possibilidade de analisar e simular à sua construção e atividade através de análise solar, luminotécnica, estrutural, mecânica, energética, etc. Tais análises e simulações são viáveis visto que os modelos baseados em objetos possuem informação atrelada quanto ao seu material, aparência, textura, resistência, peso, etc.
    Essa diferença é notável quando comparamos uma representação 2D de uma parede em CAD, com o modelo de uma parede em Revit, por exemplo.
  2. Colaboração é todo o processo onde está envolvido o trabalho de várias pessoas em conjunto para alcançar os objetivos partilhados, de forma a se conseguir um resultado muito difícil de realizar individualmente.” (Ferreira, 2016). Na colaboração, pense em um arquiteto, um engenheiro estrutural e um engenheiro mecânico compartilhando os seus projetos entre as equipes de forma a se chegar ao melhor produto possível. Quando deixamos o isolamento do nosso escritório e começamos a trabalhar em equipe, temos um processo colaborativo.
  3. Integração Baseada em rede é quando usamos um servidor BIM para que equipes das diferentes disciplinas trabalhem em tempo real com integração. Assim, um engenheiro civil com escritório em São Paulo, pode trabalhar em tempo real com um Arquiteto de Madri sem a necessidade de estarem no mesmo local. Óbvio que uma integração baseada em rede requer elevados níveis de integração e gestão de dados, mas é algo real e que já existe no mercado. Como exemplo, podemos citar o Revit Server.

Dessa forma, os níveis, ou estágios de maturidade BIM podem ser definidos da seguinte forma:

• Pré-BIM:

Se refere as práticas tradicionais 2D, ainda com ineficiência e barreiras significativas. A maioria da informação é armazenada em documentos escritos, pranchas e detalhes 2D. Existe grande possibilidade de existirem erros humanos e problemas entre diferentes versões de projeto (KHOSROWSHAHI; ARAYICI, 2012).

• BIM Level 1

Se refere à transição de 2D para o 3D, onde o modelo passa a ser construído com elementos arquitetônicos reais. Nessa fase, as disciplinas ainda são tratadas separadamente e a documentação final ainda é composta, majoritariamente, por desenhos 2D (KHOSROWSHAHI; ARAYICI, 2012).

• BIM Level 2

Existe um progresso da modelagem para a colaboração e interoperabilidade. Tal level requer um compartilhamento integrado de dados entre as partes envolvidas com a finalidade de suprir a abordagem colaborativa (KHOSROWSHAHI; ARAYICI, 2012).

• BIM Level 3

O estágio 3 já passa da colaboração para a integração, refletindo a filosofia real BIM. Nesse nível de maturidade os envolvidos no projeto interagem em tempo real permitindo análises complexas nas fases iniciais de projeto. O produto final inclui, além da documentação 2D, propriedades semânticas de objetos, princípios de construção enxuta, políticas sustentáveis, etc (KHOSROWSHAHI; ARAYICI, 2012).

A informação acima pode ser resumida na figura 1.

Figura 1 – Níveis de Maturidade BIM

etapas BIM
Fonte: N. B. Feitosa, Artur (2016).

Geralmente existe uma confusão dos níveis de maturidade BIM com as dimensões 4D, 5D e 6D.

A dimensão 4D é relativa ao tempo, ou seja, pode-se atrelar um cronograma físico com o modelo BIM de forma a enriquecer a informação quanto ao empreendimento. O Navisworks Manage e o Synchro são exemplos de software muito utilizados para tal fim.

A dimensão 5D está relacionada com o custo do empreendimento, assim, é possível integrar o modelo, com o seu cronograma físico-financeiro.

A dimensão 6D está relacionada à gestão do empreendimento (Facility Management). Dessa forma, pode-se usar o modelo nas etapas de operação e manutenção.

Com essa definição em mente, podemos agora separar os níveis de maturidade BIM das dimensões BIM utilizadas. Pode-se ter projetos com 4D, 5D e 6D no nível de maturidade 2 ou 3, entretando, no nível 1 e pré-bim, não existe essa possibilidade visto que os modelos não são integrados. Ou seja, cada escritório trabalha separadamente.

E então, qual o nível de maturidade BIM na sua empresa hoje em dia? O que falta para chegar ao próximo nível?

About Author:

Artur Nóbrega Bessoni Feitosa, Pessoense, é Engenheiro Civil formado pela UFPB e discente do International Master BIM Manager (Zigurat Global Institute of Technology). Atualmente é Coordenador BIM da Construtora Avante, BIMExperts e trabalha como Instrutor no centro de treinamento Autodesk -ProjetoACG - João Pessoa-PB. Foi bolsista da CAPES pelo programa ciência sem fronteiras onde estudou nas seguintes universidades: Rider University (ELI), Arizona State University (Civil Engineering) e Carnegie Mellon University (Research - BIM). Em 2016 palestrou no AU Brasil - São Paulo, mesmo evento em que obteve a sua certificação profissional (Autodesk Revit Structure 2015). Seu forte é Building Information Modeling e sua paixão é o empreendedorismo. Mais informações e contato: https://about.me/arturfeitosa LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/arturfeitosa

Dúvidas, sugestões ou comentários?