Collaboration for Revit

Já imaginou a possibilidade de ter todos os modelos de um projeto no mesmo lugar, acessível de qualquer lugar que ofereça uma conexão de internet?

Poder trabalhar em casa no projeto, junto com o teu colega que está no escritório ou em qualquer outra parte do mundo?

Quando me falaram dessa solução eu fiquei bem cético, a primeira solução para o Revit é o Revit Server, o que ouvi falar sobre ele não me animou a tentar.

Ano passado, assinamos o pacote Collaboration for Revit, porque precisávamos do Revit e do AutoCAD, e sinceramente, não chegamos a cogitar a ideia de usar o A360 team como hospedeiro de nossos projetos na Filippon.

Este ano, por ser Expert Elite, resolvi pedir acesso ao serviço, agora o Collaboration for Revit está vinculado com o BIM 360 Team, antigo A360 Team.

Fiz alguns testes com o Assis Haubert e fiquei surpreso com os resultados.

COMO FUNCIONA O C4R?


O fluxo de trabalho consiste em criar o projeto dentro do BIM 360 Team, todos os projetos ficarão armazenados no diretório raiz, dessa forma, organizar os nomes dos arquivos é muito importante.

No gerenciamento de usuários, envie convites para os e-mails das pessoas que irão participar do projeto. O e-mail utilizado deve estar vinculado à conta Autodesk do usuário. Cada usuário deve responder ao e-mail para ser ativado na pasta do BIM 360 Team. Atualmente existem somente dois níveis, editor e visualizador, os nomes dispensam maiores explicações.

Para usar o Collaboration for Revit, além habilitar o serviço, é necessário instalar o plugin se for usar o Revit 2016. No Revit 2017, a instalação padrão acessa o A360. A atualização do Revit 2017.2 disponibiliza o BIM 360 Team. No Revit 2018 o programa já está incluído por padrão.
Não conseguimos configurar no 2015.

Após instalar o plugin, ao clicar em OPEN, irá aparecer um grande B azul, indicando que a pasta na nuvem está disponível. Para ter acesso à pasta na nuvem é indispensável que o usuário esteja logado no A360 ou no Revit, ou mesmo no Desktop Application.

É possível fazer upload direto para a pasta no BIM 360 Team, porém ao fazer isso, o arquivo não estará disponível para uso no Revit, será como um drive na nuvem.

Para que funcione de forma correta, abra o template desejado no Revit e salve o arquivo com o nome desejado, habilite o compartilhamento. Na interface após a instalação do plugin, o comando que ativa o compartilhamento se chama Collaborate. Após clicar no comando, a janela de seleção do local do arquivo irá se abrir. Selecione a opção Collaborate using the cloud

Defina o nome do arquivo e a pasta do projeto

A seguir o Revit irá salvar o projeto na pasta do BIM 360 Team e no local de compartilhamento na nuvem

A partir de agora trabalhe normalmente como num arquivo compartilhado, o processo é idêntico. Ao sincronizar com o central aparecerão as seguintes telas.

Ao concluir, a sincronização terá sido feita. Neste momento, caso tenho problemas de internet durante a etapa de sincronização, o trabalho não será perdido, mas precisará esperar o time out do serviço. Feche sem salvar, utilize o comando salvar para salvar localmente.

Depois, quando o serviço de internet for reestabelecido, abra o arquivo a partir da tela inicial e sincronize com o central. Caso existam modificações que não foram sincronizadas uma janela irá confirmar o que deseja fazer com o arquivo local.

Uma informação importante: ao sincronizar com o central, não significa que está atualizando o modelo disponível no BIM 360 Team.

Existem duas áreas distintas na nuvem, a área de acesso aos arquivos via BIM 360 Team e a área de trabalho, acessível somente através do Revit. O modelo central fica na área de trabalho.

Na aba Collaborate, no painel Manage Models, existem dois novos comandos, Publish Settings e Manage Cloud Models, estes comandos são os responsáveis pela publicação do modelo no BIM 360 Team.

Em Publish Settings defina quais vistas serão publicadas com o modelo no BIM 360 Team.

Clique em Save & Close para gravar a seleção.

Ao clicar em Manage Cloud Models a janela abaixo se abrirá, selecione o projeto desejado.

Todos os modelos disponíveis para publicação aparecem na tela.

Ao posicionar o cursor sobre a linha do arquivo aparecem ícones de ação, o da esquerda é para publicar o arquivo, ao clicar nele, o arquivo será carregado no BIM 360 Team gerando uma nova versão. No ícone da direita temos os comandos Rename, Relinquish, View Versions e Delete. Um comando muito legal é o Rename, pois ao alterar o nome dele aqui, em todos os outros arquivos que utilizam ele como link, terão esta informação atualiza, dispensando o Reload From.

Ao clicar em Publish abre a janela de confirmação.

Ao clicar em Publish a seguinte mensagem é exibida.

Ao concluir a publicação aparece a seguinte mensagem, na linha do arquivo tem a indicação que o arquivo publicado corresponde à versão da área de trabalho.

Estas são as principais diferenças de fluxo de trabalho.

Nos testes funcionou perfeitamente o uso compartilhado do arquivo.


Outra ferramenta que vem no pacote é o Communicator, que oferece um serviço de mensagens para a comunicação remota entre os projetistas.

O BIM 360 Team oferece outros serviços:

– Inspecionar o modelo, podendo escolher qual a versão desejada.

– Criar marcações para revisões ou observações.

– Comparação de versões, onde ele destaca o que foi inserido, movido ou retirado, permitindo ver o antes e o depois.

– Visualização simultânea do modelo, onde um usuário manipula o modelo e a visualização é compartilhada por várias pessoas.

– Calendário, que permite criar a agenda do projeto.

– Uma área de discussões.

Resumindo, os testes com o Collaboration For Revit se mostraram sólidos o suficiente para planejar a adoção da ferramenta, onde o uso remoto abre um leque maior de opções de trabalho.

Nos testes que rodei, em cenários com internet intermitente, o que no caso seria o pior caso, no meu ponto de vista, a ferramenta funcionou perfeitamente, permitindo o trabalho offline. Porém, acredito que o trabalho de mais de um usuário por arquivo, de forma offline, pode apresentar riscos. As boas práticas no uso do worksharing devem ser mantidas ao utilizar esta solução.

Para mais informações, veja o vídeo abaixo:

Fabio Sato

Formado pela escola Politécnica da USP em engenharia elétrica. BIM manager na Filippon Engenharia desde 2013, possuo certificações profissionais de Revit Architecture 2013, 2014, 2015 e 2016, Revit MEP 2015 e Revit MEP Electrical. Escrevi um livro sobre criação de template para projetos elétricos, publiquei um curso de conexões de MEP na Pluralsight e faço parte do programa Expert Elite da Autodesk.

Dúvidas, sugestões ou comentários?

Translate »
%d blogueiros gostam disto: