A minha experiência no International Master BIM Manager e outras BIMexperiences.

A primeira vez que ouvi falar sobre BIM foi em 2013, quando um colega veio me apresentar o “BIM para projetos hidrossanitários”. Era o Revit MEP na parada. (Olha como eu estava atrasado, leitor. O Revit surgiu em 2000). Estava cursando a disciplina de Instalações Hidráulicas Prediais e achei aquilo fantástico. Modelar tridimensionalmente e analisar as tubulações em uma ambiente que produzia desenhos automáticos. Aquilo era “mesmo que queijo” * (comentário da editora: não faço idéia do que isso quer dizer, mas suponho que ele quis dizer “Mara”).
Read More


Revit + Realidade Virtual (em inglês, Virtual Reality ou VR)

Conceito

Você já ouviu falar de realidade virtual?

"Realidade virtual é uma tecnologia de interface avançada entre um usuário e um sistema operacional. O objetivo dessa tecnologia é recriar ao máximo a sensação de realidade para um indivíduo, levando-o a adotar essa interação como uma de suas realidades temporais."

Virtualizar é o ato de criar uma versão virtual, não real, de algo. Um sinônimo de virtualizar é modelar.

A modelagem é a atividade desenvolvida para obter o protótipo virtual. Pela primeira vez na história, os arquitetos e engenheiros podem interatuar com o seu desenho real (virtual) em tempo real.

A Realidade Virtual (em inglês Virtual Reality ou VR) traz um novo conceito para visualização de dados virtuais ao simular a sua inserção no ambiente digital que foi criado no computador, permitindo a nossa interação com o espaço e os objetos nele presentes.

No contexto do Building Information Modeling, podemos usar a tecnologia para prever renderizações panorâmicas dos nossos modelos. Assim, é possível simular a visualização de como ficará um ambiente antes mesmo de se começar a construí-lo. Imagine o impacto da realidade visual para um cliente final, leigo em termos de construção. Ele poderá ver todos os cômodos da sua futura casa em 360º e opinar sobre alterações que venham a ser feitas. Não é fantástico?

panoramicaaa

Sabendo que nem todos possuem acesso a um óculos de realidade virtual como o Rift, a BIMExperts fez uma série de vídeos mostrando como podemos utilizar os nossos smartphones, juntamente com um google cardboard (de preço acessível) para simular visualizações dos nossos modelos feitos no Revit.

Assista aos vídeos abaixo

Clique no botão abaixo para acessar a renderização feita no vídeo 2

Para melhores resultados acesse usando o seu celular ou dispositivo mobile.

Fique Ligado!

Gostou do nosso conteúdo? Assine a nossa Newsletter e não perca nenhuma novidade. 

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.


Resumo BIC São Paulo 2016

Perdeu o BIM International Conference (BIC) 2016 – São Paulo? Não se preocupe. A BIMExperts traz um resumão para você.

O evento aconteceu no Hotel Ceasar Business em São Paulo nos dias 29 e 30 de Setembro.
No dia 29 tivemos diversas apresentações de Abstracts (10 minutos cada) e painéis da indústria.
Estiveram presentes as empresas:
*Autodesk, *Bentley, *CADTEC, *Graphisoft, *Placo Saint-Gobain, *Trimble, *ndBIM Virtual Building,*Verano, etc.

No segundo dia, tivemos as palestras de maior destaque, onde não podemos deixar de falar das apresentações do Wilton Catelani, Miriam Castanho e do Prof. Dr. Eduardo Toledo mostrando o panorama BIM com respeito ao desenvolvimento de manuais (ASBEA, CBIC) e o desenvolvimento da NBR 15.965 - Sistemas de classificação das informações e diretrizes para a criação de objetos BIM.
Além disso, figuras internacionais estiveram presentes, como o CEO da Graphisoft, Viktor Várkonyi; O BIM Manager da NYU Langone Medical Center, Safiy Abdur-Rahman; O Head of Technical Information na Crossrail London, Malcon Taylor; o CEO da Sarco Architects Costa Rica, Roderick Anderson; E o vice presidente da Suffolk - USA, Frank Haase.


Integração Revit Structure-TQS

Introdução

A integração entre o Revit Structure e o TQS pode ser feita de duas formas: através da exportação e importação do arquivo Industry Foundation Classes (IFC), ou através da utilização do plug-in próprio desenvolvido pela TQS. Nas nossa aulas, optamos por utilizar o plug-in, visto que a integração do modelo é menos comprometida, apesar de ambos os métodos serem limitados. A integração entre os programas traz inúmeros benefícios para a equipe de projeto, visto que possibilita a aplicação de metodologia BIM no desenvolvimento do mesmo. Dessa forma, o arquiteto e o engenheiro estrutural podem trabalhar juntos, em um ambiente 3D, de forma a conceber a estrutura de forma mais integrada, levando em conta aspectos construtivos, conflitos entre disciplinas e uma melhor comunicação entre os projetistas. O fluxo de trabalho sugerido para o escritório estrutural é o seguinte:

fluxo de trabalho Para saber mais sobre BIM e a engenharia de estruturas, acesse a biblioteca de artigos da TQS clicando abaixo.

Critérios para uma correta exportação do Revit para o TQS

  • O lançamento da estrutura deverá ser feito utilizando-se um template estrutural do Revit (O template padrão que vem instalado no programa é suficiente);
  • É necessário que os elementos modelados tenham função estrutural (Não usar colunas, mas sim pilares estruturais);
  • O Ajuste do modelo analítico pode facilitar a exportação;
Informações adicionais: O plug-in permite trabalhar com elementos pré-moldados, de concreto armado e de alvenaria estrutural.

Notícias – BIMExperts no Autodesk University Brasil 2016

Fundador da BIMExperts será palestrante no Autodesk University Brasil 2016

Artur Nóbrega Bessoni Feitosa, idealizador e fundador da BIMExperts, será um dos palestrantes do Autodesk University Brasil 2016, maior evento da Autodesk no país. O evento acontecerá em São Paulo, nos dias 13 e 14 de Setembro e contará com a presença de profissionais do Brasil e do Mundo relacionados com a indústria criativa, de AECO, manufatura, etc.   Os principais temas abordados serão:

  • A Internet das Coisas e as novas formas de fabricação na indústria de Manufatura;
  • O BIM e a Era da Conexão dos edifícios às cidades inteligentes em AEC;
  • As novas experiências em criação e entretenimento digital para a área de Games, Cinema e Efeitos Visuais, entre outros.

Agenda do Evento

A palestra

O Building Information Modeling aplicado à Engenharia de Estruturas (AUBR-085)

Nesta seção iremos discutir como o BIM pode auxiliar profissionais nas etapas de concepção, cálculo e detalhamento de estruturas. Veremos quais os principais softwares utilizados na engenharia estrutural e a integração entre eles, à exemplo do Revit Structure, Autodesk Robot Structural Analysis e o TQS; Além disso, estudaremos como funciona o fluxo de trabalho em firmas de engenharia estrutural e como planejar a Implantação BIM em escritório.

  Se inscreva aqui  

O Evento:Autodesk University Brasil 2016

1bc172691f4040c0b383a40d2add6e28INFORMAÇÕES GERAIS

DATAS E HORÁRIOS: 

  • AU Brasil - Conferência Principal: 13 de setembro, das 08 às 19h
  • AU Brasil - Atividades Complementares: 14 de setembro, das 09 às 16h

LOCAL: WTC Events Center, SP

ENDEREÇO: Av. Nações Unidas, 12551 - Brooklin Paulista, São Paulo - SP - CEP 04578-903

VALOR DA CONFERÊNCIA PRINCIPAL: 

  • Inscrições até 31 de julho: R$ 400.00
  • Inscrições após 31 de julho: R$ 500,00
 

Artur Feitosa fala sobre o Autodesk University Brasil

"O Autodesk University Brasil é um dos melhores eventos para quem busca inovação, criatividade e tecnologia. De soluções para a indústria criativa ao design de games e construções, o AU conta com diversos cases e trabalhos de alto nível. Fui no ano passado pela primeira vez como convidade do Alan Araújo, onde tive a oportunidade de conhecer muitos parceiros e de tirar a minha certificação profissional em Revit Structure. Com certeza, estarei presente nas próximas edições.
O AU Brasil 2016 será muito especial para toda a nossa equipe da BIMExperts e ProjetoACG. Será a minha primeira palestra no evento. Estou muito ansioso, com um frio na barriga, mas tenho certeza que será uma ótima apresentação. Principalmente pela presença do grande amigo e parceiro Tiago Costa como co-palestrante."


Descomplicando Treliças Estruturais no Revit Structure 2017

Modelando Treliças corretamente no Revit Structure 2017

As treliças nativas do Revit possuem perfis bem exagerados e um acabamento um pouco “grotesco”. Entretato, com o uso de alguns comandos básicos, podemos modelar a estrutura da forma como quisermos. Nesse vídeo, o instrutor Artur Feitosa ensina como fazer modificações simples em treliças usando o Revit Structure 2017.

Sente-se confortavelmente e aproveite a aula!
Read More


Contexto BIM no Brasil e no Mundo

Como se desenvolve o BIM pelo mundo?

Países como Reino Unido, Holanda, Dinamarca, Finlândia, Noruega e Estados Unidos da América já exigem o uso do BIM em projetos custeados pelo governo. No Brasil, já existem incentivos por parte de alguns órgãos como, por exemplo, o Exército Brasileiro, o governo estadual de Santa Catarina, o BNDES, a caixa econômica federal, etc.

O desenvolvimento de medidas sobre tecnologias da informação e comunicação (TIC) de processos é uma área fundamental para inovação na União Européia. Isso se dá pela possibilidade de otimizar o setor construtivo, reduzir perdas e diminuir o consumo de energia. Dessa forma, a modelagem de informação da construção tem sido cada vez mais usada pelos membros da UE como um facilitador do processo, aliado à rapidez, economia e sustentabilidade (KASSEM; AMORIM, 2015).

 

1 Contexto Brasileiro

Read More


Níveis de Maturidade BIM

Em qual nível de maturidade você e sua empresa estão?6a00d8343326e253ef01b8d0d36f4b970c

O BIM pode ser entendido de várias formas de acordo com a visão de diferentes pessoas, seja baseado em experiências prévias ou percepção pessoal. Alguns vêm a tecnologia como modelagem orientada a objetos, outros como a possibilidade de criar modelos IFC. Desta forma, surge a necessidade de estabelecer uma definição comum em termos de nível de maturidade BIM (KHOSROWSHAHI; ARAYICI, 2012).

Para essa identificação, Succar (2008) define a subdivisão dos níveis de maturidade BIM em três componentes, que podem auxiliar na classificação da implementação BIM:

Read More


Entraves técnicos e dificuldades de uma implantação BIM

Ao implementar o BIM, nem tudo são flores!

O maior desafio de uma implantação de novas tecnologias se dá em alterar a forma como engenheiros sêniors adotam novas práticas. Tais líderes de equipe possuem décadas de experiência com clientes, desenvolveram métodos próprios, possuem familiaridade com as ferramentas e procedimentos realizados, etc. O desafio é unir, na transição CAD-BIM, a experiência desses profissionais com as novas capacidades que o BIM oferece, de forma a otimizar a produtividade da empresa (EASTMAN et al., 2011).
Read More


Revit – Interface Gráfica (Vídeo)

Estou iniciando no Revit, e agora?

O primeiro passo é aprender um pouco sobre a interface gráfica do programa e como ele funciona. Nesse post você poderá encontrar imagens com a indicação de ferramentas e ribbons da interface do Revit. Não deixe de assistir ao vídeo.


 

Ao abrir o Revit pela primeira vez, você encontrará a seguinte janela:

InterfaceGrafica2

Note que a aba principal à esqueda é dividida em Projetos e Famílias. Você poderá abrir (Open) ou criar (New) um novo projeto. Para iniciarmos um projeto de forma mais fácil, basta clicar em qualquer template previamente configurado: Construction Template, Architectural Template, Structural Template ou Mechanical Template.

Ao abrir o template, você vai se deparar com a interface gráfica do programa em si.

InterfaceGrafica3

Note que o software é bem intuitivo. No topo temos o Structural Ribbon, onde vamos encontrar a maioria dos comandos relacionados à modelagem de estruturas, por exemplo: Vigas, Paredes, Colunas, Pisos, Treliças, Escoramentos, Fundações, Reforço Estrutural, etc. (Ver imagem abaixo).

InterfaceGrafica4

No View Ribbon> User Interface, pode-se ativar ou desativar as barras de Propriedades (Properties) e Navegação de Projeto (Project Browser). É altamente recomendado que ambas estejam ativas durante toda a eleboração do projeto.

InterfaceGrafica5 InterfaceGrafica6


DICA:
Se você é um ex-usuário do CAD, provavelmente você vai estranhar as duas barras. Na barra de propriedades nós teremos todos os “inputs” dos elementos que nós estivermos modificando. Lembre-se, nós não vamos mais desenhar linhas, arcos ou círculos, nós vamos modelar elementos com informações relevantes. Portanto, a barra de propriedades vai ser a sua melhor amiga nesse aspecto. Além disso, a barra de navegação do projeto vai nós auxiliar a navegar entre as plantas e documentações do projeto.


 

 

 

 

Outra barra bastante utilizada é a barra de acesso rápido (ver imagem abaixo), onde podemos personalizá-la à gosto.

InterfaceGrafica7

Ainda mais, temos a barra de controle de vista, onde concentra-se todas as características de modificação de visualização, escala e ainda propriedades do sol (posição, sombreamento, etc).

InterfaceGrafica8

InterfaceGrafica

 

1 Menu Aplicativo
2 Barra de ferramentas Quick Access
3 InfoCenter
4 Barra de opções
5 Seletor de tipos
6 Paleta Propriedades
7 Navegador do projeto
8 Barra de status
9 Barra de controle de vista
10 Área de desenho
11 Faixa de opções
12 Guias na faixa de opções
13 Uma guia contextual na faixa de opções, que fornece ferramentas relevantes para o
objeto selecionado ou a ação atual
14 Ferramentas na guia atual da faixa de opções
15 Painéis na faixa de opções

 

 

Com a noção da interface gráfica do Revit, você poderá iniciar a modelar seus primeiros elementos. Veja os próximos passos…

  • Assista a palestra sobre Revit Structure, do Congresso Online de BIM (CONBIM) para aprender um pouco mais sobre as possibilidades e limitações do programa e ter uma idéia de como começar a usá-lo. (Clique aqui).
  • Clique aqui para aprender a modelar fundações no Revit Structure.