23 Benefícios do BIM para o seu empreendimento (Parte IV)

Usos do BIM na fase de Operação e Manutenção

Clique aqui para acessar a parte III desse post (Usos do BIM na fase de Construção)

18. Modelagem de Registro (Operação)

A Modelagem de Registro é o processo usado para descrever uma representação precisa das condições físicas, de ambiente e de patrimônio de uma instalação. O modelo de registro deve, no mínimo, conter informações relativas aos principais elementos de arquitetura, de estrutura e MEP (Mecânico, Elétrico e Hidráulico). A modelagem de registro é feita após a construção e serve como um banco de informações que pode ser utilizado pelo proprietário para futuras reformas ou manutenções.

19. Cronograma de Manutenção (Operação)

Processo em que a estrutura do edifício (paredes, pisos, telhado, etc.) e instalações (mecânica, elétrica, encanamento, etc.) são gerenciados durante a vida operacional de uma instalação. Um programa de manutenção bem sucedido irá melhorar o desempenho do edifício, reduzir reparos e os custos gerais de operação.

20. Análise de Sistemas de Instalações (Operação)

Processo que mede a performance de um edifício comparada ao projeto especificado. Isto inclui como o sistema mecânico opera e quanta energia o edifício utiliza. Outros aspectos desta análise incluem, mas está não se limitando a, estudos de fachada ventilada, análise de fluxo de ar, iluminação, estudos de dinâmica de fluidos computacionais interna e externa e análise solar.

21. Gerenciamento de Ativos (Operação)

Processo em que um sistema de gestão é organizado e relacionado à um modelo de registro BIM para auxiliar eficientemente na manutenção e funcionamento de uma instalação e de seus ativos. Esses ativos, que consistem na construção física, sistemas, meio ambiente e equipamentos, devem ser mantidos, atualizados e operados a uma eficiência que irá satisfazer tanto o proprietário e os usuários, de forma eficaz. O gerenciamento de ativos auxilia na tomada de decisão financeira, de curto prazo e planejamento de longo prazo.

22. Gerenciamento e Localização de Áreas (Operação)

Processo no qual o BIM é utilizado para distribuir efetivamente, gerenciar e rastrear espaços apropriados e recursos relacionados dentro de uma instalação. Como um exemplo prático, um software BIM pode ser utilizado para detectar salas que não estão sendo utilizadas em uma empresa, obter informações sobre a mesma e adapta-la ao uso de uma nova equipe. O gerenciamento de espaço e de acompanhamento garante a alocação adequada dos recursos espaciais ao longo da vida da instalação. Esta aplicação exige frequentemente a integração com o software de monitoramento espacial.

cleanbuilding_en

23. Planejamento de Desastres (Operação)

Processo em que equipes de emergência teriam acesso à informações de um empreendimento na forma de um sistema de modelo de informações. Dessa forma, podemos otimizar a logística de emergência e minimizar os riscos de acidentes. As informações seriam fornecidas por um sistema de automação predial (BAS) e através de um modelo BIM. Estes dois sistemas seriam integrados através de uma conexão sem fio onde equipes de emergência poderiam se conectar ao sistema global. O BIM juntamente com os BAS seria capaz de mostrar claramente onde a emergência foi localizada no interior do edifício, estabelecer possíveis rotas para a área, e identificar quaisquer outros locais prejudiciais dentro do edifício.

d-mac-p-indoor-navigation-3-1024

Percebemos que o Building Information Modeling se tornou uma necessidade na indústria e bons profissionais  são necessários nesta área. A quantidade e velocidade de transmissão de informação vem crescendo exponencialmente e a nossa indústria não fica de fora. Engenheiros precisam de dados, análises e estimativas energéticas rapidamente; arquitetos precisam de ferramentas de modelagem rápidas, melhores renderizações, etc.

Para nos ajudar com essas tarefas o uso de computadores é essencial. Softwares como o Revit Structure, Revit Architecture, Revit MEP e Navisworks Manage são ótimas ferramentas e estão sendo cada vez mais utilizados em todo o mundo.
Trabalhar com BIM nos proporciona um melhor design, modelos mais eficientes, uma boa coordenação entre as disciplinas, e uma melhor documentação para a construção. Por outro lado, precisamos de pessoas que estão familiarizadas com esses softwares, o que nem sempre é fácil de encontrar.

O problema da fragmentação em projetos de construção está diminuindo cada vez mais. A integração entre os arquitetos, engenheiros, empreiteiros, proprietários e trabalhadores é cada vez melhor . Apesar dos inúmeros benefícios, é preciso ter cuidado, visto que ainda temos algumas barreiras na implementação BIM no Brasil. O uso de programas torna nossa vida mais fácil, no entanto, o conhecimento básico é essencial. Não importa o quão bem um programa de computador é, temos que nos desenvolver como seres humanos e evitar erros, planejar bem e construir com responsabilidade e sustentabilidade.

 

Gostou do Conteúdo? Compartilhe! Ajude-nos a espalhar esse conhecimento.

 

Artur Feitosa

Engenheiro Civil e consultor BIM com pós-graduação pela Zigurat Global Institute of Technology – International Master BIM Manager. Atualmente é Coordenador BIM da Construtora Avante, sócio-proprietário do HUB360 Academy, fundador da BIMExperts e certificado profissional Autodesk. Foi bolsista da CAPES pelo programa ciência sem fronteiras onde estudou nas seguintes universidades: Rider University (ELI), Arizona State University (Civil Engineering) e Carnegie Mellon University (Research – BIM). Trabalha com implantação BIM e já palestrou em diversos eventos com foco na área. Seu forte é Building Information Modeling e sua paixão é o empreendedorismo.

Mais informações e contato: https://about.me/arturfeitosa
LinkedIn: https://br.linkedin.com/in/arturfeitosa

Dúvidas, sugestões ou comentários?

Translate »
%d blogueiros gostam disto: